segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Warcraft & ASGARD RPG: Elfos Sangrentos

Histórico: Por quase sete mil anos, a sociedade élfica esteve centralizada na Nascente do Sol, uma fonte mágica criada a partir de um frasco de pura energia arcana da primeira Nascente da Eternidade. Alimentado e fortalecido pelas potentes energias da Nascente, o encantado reino dos altos elfos de Quel'Thalas prosperou nas florestas verdejantes ao norte de Lordaeron.

Durante a Terceira Guerra, no entanto, os altos elfos por pouco não foram expulsos de Azeroth. Liderados pelo cavaleiro da morte Arthas, um exército do Flagelo invadiu Quel'Thalas, matando quase noventa por cento da população do reino. Arthas então usou a fonte mística para ressuscitar o necromante Kel'Thuzad, contaminando a fonte de forma irreversível durante o processo.


Temendo que a fonte corrompida pudesse terminar de destruir sua raça, o príncipe Kael'thas Andassol reuniu um grupo de defensores de Quel'Thalas e destruiu a fonte para evitar uma catástrofe ainda pior. Embora os altos elfos tenham sido poupados da contínua exposição às sombrias energias da Nascente do Sol, todos sofreram com a ausência da fonte. Em consequência disso, Kael'thas procurou desesperadamente por um meio de ajudar seu povo, agora renomeados de elfos sangrentos e, assim, partiu para o desolado mundo de Terralém. Lá ele se aliou ao demônio traidor Illidan Tempesfúria na esperança de encontrar uma cura para a abstinência dolorosa de seus irmãos.

Kael'thas tinha assegurado a seu povo que um dia ele voltaria a Quel'Thalas e os lideraria para o paraíso, mas o tempo revelou que suas promessas eram nada mais do que mentiras. Em Terralém, devido à sua dependência de energia vil, a sombria e corrompida essência emanada pela demoníaca Legião Ardente, o príncipe se transformou. Sem o conhecimento de Illidan, Kael'thas acabou vítima da influência do comandante da Legião, Kil'jaeden.

Sob comando de seu novo mestre, o príncipe rebelde finalmente voltou para Azeroth e invadiu o local onde era a Nascente do Sol, esperando utilizar a fonte como um meio de levar Kil'jaeden para o mundo. Por fim, Kael'thas foi morto antes que sua imprudência trouxesse a ruína para Azeroth. Após a derrota de Kil'jaeden, o profeta draenei Velen purificou a Nascente do Sol com o coração iluminado de um naaru caído, transformando o manancial em uma fonte de energias arcanas e sagradas.

Inspirados pelo renascimento da Nascente do Sol, os elfos sangrentos, desde então iniciaram uma brilhante nova era na história da antiga raça. Embora alguns elfos continuem hesitantes em abandonar sua dependência da magia arcana, outros adotaram a mudança para a melhoria de Quel'Thalas. No entanto, só o tempo dirá se os elfos sangrentos conseguirão evitar repetir os trágicos erros de seu passado.


TRAÇOS RACIAIS
 Ajustes de atributo: +2 em Inteligência, +2 em Presença, – 2 em Força e -2 em Vigor
 Pontos de Bravura: 1
 Ajuste de Sorte: -1


HABILIDADE RACIAL ESPECIAL: TORRENTE ARCANA
Benefício: Uma vez por dia, o elfo sangrento gera um campo de energia de 6 metros de raio que anula todas as magias conjuradas na área. As magias conjuradas dentro desta área falham automaticamente, e os pontos de mana gastos nelas são absorvidos e transferidos para o elfo sangrento, caso ele também seja um conjurador. A Torrente Arcana tem duração de 3 rodadas.

APRIMORAMENTOS RACIAIS
No 1º nível, você deve escolher dois dos seguintes aprimoramentos raciais:

AFINIDADE COM MAGIA
Benefício: Elfos Sangrentos conjuradores recebem um bônus de + 4 em testes de Conjurar Magias e Sentir Magias.

MESTRE ARCANISTA
Benefício: Você é capaz de conjurar a magia Flecha Arcana à vontade e sem precisar gastar mana.

MESTRE DO SABER
Benefício: Você recebe um bônus de +4 em testes de Conhecimento (Arcano, Religião, Lendas e Natureza).

ABSORVER MANA
Benefício: A cada rodada, você pode absorver uma quantidade de pontos de mana igual a seu nível de personagem realizando um ataque de toque a um conjurador que ainda tenha pontos de mana. O oponente pode fazer um teste de força de Vontade, dificuldade 15 para reduzir a perda de mana pela metade. É possível absorver também mana armazenada em pergaminhos.

RESISTÊNCIA À MAGIA
Benefício: Você recebe um bônus de +4 em testes de resistências para resistir a magias conjuradas contra você.

DESVANTAGEM: DEPENDÊNCIA ARCANA
Elfos sangrentos sofrem um vício terrível por magia arcana, e precisam absorver ao menos 5 pontos de mana diariamente, ou sofrem um redutor de – 6 em todos os seus testes de perícia e resistências.




2 comentários:

  1. Show de bola, Odin. Escolher ser um elfo é perigoso mesmo aqui.

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, de fato, escolher ser um elfo é MUITO perigoso aqui, especialmente porque devido ao temperamento orgulhoso e por vezes arrogante dos elfos sangrentos, eles tem pouquíssimos aliados.

    ResponderExcluir